Nº 1 – SONDANÇA

Projeto 1 x1 – um texto, uma imagem

Olá! Aqui estamos com o nosso primeiro texto em forma de poema! Foi dele que me veio a ideia de criar o Projeto 1 x1. Daí que muitos já devem ter visto o Sondança lá pelo Instagram, mas sem essa conversinha de bastidores!

Quero começar dizendo que ideias não brotam do nada. Há um processo criativo para cada texto que se elabora. Nós nos concentramos, pensando no que queremos expor em palavras e em imagens! Para isso buscamos informações do nosso repertório cultural, guardado em nossa memória e construído de várias formas, seja através de outros textos, músicas e estudos, de uma boa conversa despretensiosa com amigos (e até mesmo com desconhecidos na fila do banco!) ou somente observando o mundo.

No meu caso, eu ainda preciso de um empurrãozinho, ou melhor: uma provocação! E quem também é assim?

Para a ilustração, quem me acompanha aqui é a ilustradora, editora e amiga de ofício, Amanda Bahia. É com ela que divido a autoria do livro Boa Viagem, Cordélia.

Amanda Bahia é daquelas pessoas que topam e se jogam para o novo! Logo que perguntei se ela não tinha uma bailarina perdida nos seus cadernos, ela me falou: “Eu faço uma PARA VOCÊ!”

E assim mais uma ruivinha tomou corpo e vida!

Espero que gostem e saiam dançando por aí!

SOBRE O TÍTULO

O título surgiu depois que escrevi o poema. Queria algo que pudesse conversar com dois pontos principais: o sonho e a dança. E por que não inventar uma palavra? – eu adoro isso!

SOBRE A ILUSTRAÇÃO

Leia o que a ilustradora nos diz:

“Enquanto o Chico Buarque conta tudo que a bailarina não tem e a Cecília Meireles narra uma pequena bailarina, chegou a vez da Patrícia Vilarinho trazer em suas palavras uma bailarina que poderia ser qualquer menina, inclusive eu mesma, que quase fui uma!

Na borda da calçada na rua, nas flores a cheirar e nos passinhos decorados tem todo o brilhantismo da vida cotidiana em formato de versos.

Desse contexto, nasceu a minha ilustração da Bailarina! Uma imagem simples, de uma menina que se arrisca em dançar enquanto floresce na vida que a acompanha.

Para as cores usei o ruivo do cabelo da bailarina como o nascer do sol, que também brilha no amarelo do seu tutu.

Trazer imagem para um texto é buscar mostrar um horizonte onde as possibilidades estão só a começar.

Espero que vocês gostem e façam suas leitura de Sondança“.

SOBRE O POEMA

O poema é fruto de um exercício de escrita criativa. Anderson Novello, além de extraordinário autor, também é professor e está sempre nos provocando à escrita.

Com base no exercício de Gianni Rodari, chamado binômio fantástico (o que não foi totalmente contemplado no meu texto), recebi do professor duas palavras para trabalhar: calçada e remédio!

O gênero textual poderia ser qualquer um!

E como eu cheguei ao poema?

Com a lembrança de infância de ir para escola andando sobre o meio-fio, na tentativa de me equilibrar!

E a dança como metáfora? Vai ver que é por conta de ter na família uma dançarina!!!

E aí? Gostou?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s